Entrevista na Rádio Gaúcha sobre novo modelo de segurança pública

O secretário de segurança de Canoas, o futuro coordenador do Proesci, Alberto Koppitke, comentou a pesquisa Métodos, que diz que 45,8% dos gaúchos se sentem inseguros e explicou como o município reduziu o número de homicídios em 31,8%, através do projeto Territórios da Paz. “É preciso uma integração entre União, estados e municípios para o enfrentamento à violência, um intervençâo territorial onde os índices de violência são maiores e mais complexa do que a que se fazia enteriormente, não apenas as incursões policiais para conter algum criminoso”. O secretário explica que agora envolve-se a participação da comunidade e com foco comuntário e na juventude, além do trabalho multidisciplinar, desde infra-esutrutura até esporte e lazer para a comunidade. “Precisávamos de uma experiência no RS que mostrasse que isto é viável. A integração polícia e comunidade não é romantismo, mas o modelo que dá certo. Não dá para gerir uma empresa sem termos controle dos dados, por isso precisamos dar um salto no controle de dados sobre segurança no RS”. Koppitke diz: “prender mais está potencializando o problema, esta é uma discussão a ser feita: prender cada vez melhor, e não cada vez mais, mas quem organiza o crime organizado.”

Escute a entrevista completa: http://mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentID=149763&channel=232

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s