Disque Denúncia RJ: referência de inovação e transparência na Segurança Pública

Exemplo de campanha feita pelo Disque Denúncia do Rio de Janeiro

Visita a Canoas do Coordenador do Disque Denúncia do Rio

No último dia 09, recebi a visita do Coordenador Geral do Disque-Denúncia do Rio de Janeiro, Zeca Borges. O papel do Disque-Denúncia em eventos como a retomada da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão, fizeram com que a sociedade percebesse mais uma vez a importância desse serviço inovador de Segurança Pública.

O modelo do Disque-Denúncia do Rio, que já está espalhado por sete estados brasileiros, possui profundas diferenças com os modelos de Disque-denúncia geridos exclusivamente pelas Polícias. Sua gestão é feita de maneira compartilhada entre sociedade-civil, em sua maioria as Federações empresariais (Firjan e Fiesp) e as Secretarias Estaduais de Segurança Pública, com a participação de todas as políciais na fase do atendimento da denúncia.

As diferenças entre os dois modelos de Disque-Denúncias são muito profundas: no modelo dos “Disques” de cogestão Governo/Sociedade Civil, os atendentes são pessoas contratadas e formadas exclusivamente para essa tarefa. Além disso, as informações não são usadas apenas para a investigação de determinado fato. As informações são diariamente analisadas com o objetivo de auxiliar na gestão das políticas estaduais (em São Paulo os dados inclusive são georreferenciados, gerando mapas temáticos para cada tipo de crime). Dessa forma, é possível identificar claramente áreas de maior concentração de determinado tipo de violência. Outra característica são as denúncias contra corrupção e violência policial, que chegam em número muito maior.

No caso do Rio de Janeiro, o Disque-Denúncia tem uma atuação pró-ativa, desenvolvendo campanhas específicas, como por exemplo colocando anúncio na capa dos principais jornais, com a foto e o nome de determinada pessoa procurada pela Justiça, o que segundo o coordenador do Disque, quase sempre é obtido êxito. A partir da implementação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), o Disque tem realizado ações de divulgação e mobilização social, com a distribuição de materiais pelos policiais. Além disso, tem sido feito um acompanhamento ainda mais detalhado sobre qualquer denúncia vinculada às áreas pacificadas. Um relatório é elaborado sobre cada uma das UPPs e encaminhado para análise por parte de toda a Unidade de Polícia Pacificadora, para que ela qualifique ainda mais a proximidade com a comunidade.

Outra diferença, no caso do Rio, é o pagamento de recompensas por informações que levem a prisão de criminosos perigosos. A divulgação desses nomes, é feita através do site PROCURADOS, onde são divulgadas fotos e características dos foragidos da justiça e o valor da recompensa.

Disque Denúncia - Procurados

No Rio, a Secretaria de Segurança arca com as despesas de pessoal e cede o local de funcionamento (na própria Secretaria). A mobilização da sociedade-civil é feita através de uma Oscip, que arrecada as doações dos empresários para o pagamento das recompensas, faz a relação com os veículos de comunicação para a publicidade gratuíta e mantem uma estrutura administrativa própria dentro do Disque. Fator importante é que não há repasse de recurso entre o Governo do Estado e a Oscip.

No Rio, a opção po rum número comum (2253-1177), ao invés de um número de emergência, resulta numa diminuição dos trotes e, segundo o Coordenador, numa melhor qualidade da denúncia, uma vez que a ligação é paga. Em 15 anos de funcionamento, o Disque já recebeu mais de um milhão e quinhentas mil denúncias.

Conheça Mais:

Leia entrevista com Zeca Borges no Jornal Zero Hora

Programa Cidades e Soluções Globo News

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Disque Denúncia RJ: referência de inovação e transparência na Segurança Pública

  1. Roberto Motta disse:

    Corroboro suas palavras. Conheço o Zeca e sua equipe, e o trabalho que eles fazem talvez seja único no mundo, pelas razões que você aponta: profissionalização do atendimento e integração com a sociedade civil. Espelho que ele se espalhe pelo país. É mais um exemplo do Brasil liderando na criação de novos modelos para a segurança pública. É a verdadeira democracia, aquela que nos enche de orgulho e nós dá a esperança – a certeza – de dias melhores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s