Estudantes escolherão “kit recreio” para prevenir violência nos intervalos das escolas


O combate a violência escolar é um desafio constante nas instituições de ensino brasileiras. Em Canoas, o Observatório de Segurança Pública desenvolveu uma pesquisa de opinião com os alunos da rede municipal de Ensino Fundamental, para descobrir as atividades preferidas dos estudantes, e montar “kits de entretenimento”. A ideia é tornar a hora do recreio uma aliada no trabalho de prevenção desenvolvido pela Secretaria de Segurança Pública e Cidadania.

O perfil dos alunos selecionados para responder a pesquisa são os conhecidos como “indisciplinados” e as vítimas de bullying. Os recreios têm aparecido, nas pesquisas e na percepção dos guardas municipais que convivem no ambiente escolar, como os momentos de maior tensionamento nas escolas.

O objetivo da pesquisa é fazer com que os alunos considerados “líderes negativos” e as vítimas de pressão psicológica ou agressões (bullying) tenham atividades lúdicas para valorizar seus interesses e subjetividades. A medida proporcionará a canalização de toda a “energia” expressa ou reprimida que, por vezes, se transforma em agressão física e desinteresse pela escola, seja canalizada em outras formas de sociabilidade e de contato com o outro através do que eles se identificam e gostam de fazer.

A pesquisa foi aplicada nestas terça e quarta-feira em todas as escolas. Cada uma recebeu material explicativo da pesquisa e a quantidade de questionários a serem respondidos pelos alunos. “Nós desenhamos um plano amostral que fosse significativo estatisticamente, a partir do número de matrículas, e que fosse representativo de cada escola. Pactuamos esta pesquisa no II Fórum de Prevenção às Violências Escolares, no qual 17 escolas estiveram presentes através de representantes das equipes diretivas” amplia a socióloga do observatório Aline Kerber.

Nesta quinta-feira,16, a guarda municipal recolherá o material para que os pesquisadores façam a tabulação dos dados. A amostra para toda a rede municipal de ensino fundamental ficou em 1800 questionários, variando de 30 a 50 questionários por escola. Na escola Vitória, especial para deficientes auditivos, será feito um trabalho diferenciado através de conversas com as professoras e diretora para decidir conjuntamente um plano de pesquisa com os alunos.

O resultado da pesquisa irá subsidiar a montagem dos kits que serão entregues no início do ano letivo de 2011.

Veja matéria na íntegra.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s