Quando ação e reflexão se unem pela Segurança Pública

Por muitos anos, uma das principais características do velho modelo de segurança pública foi estimular uma falsa dicotomia entre a ação e a reflexão técnica. Não raras as vezes, a expressão “policiólogos” foi utilizada por alguns policiais quando queriam se referir a pesquisadores da área de segurança ou ainda, a idéia de que “é apenas na rua” que se conhece a realidade. Por outro lado, muitos acadêmicos evitavam mais contatos com as corporações policiais, com o objetivo de não “se contaminarem” com alguma prática equivocada, separando artificialmente o seu objeto de pesquisa da realidade.

Há alguns anos, graças a coragem de alguns representantes desses “dois lados”, essa realidade tem sido superada. Lentamente, passo a passo, a ação operacional tem se aproximado da reflexão estratégica. Cada vez mais se destacam aqueles profissionais de segurança pública que utilizam o maior número possível de informações e dados confiáveis no seu processo de tomada de decisão, monitoramento e avaliação de sua atuação.
Por outro lado, na academia se destacam cada vez mais os pesquisadores que produzem conhecimento e tecnologias voltadas para o cotidiano prático da gestão da segurança.
A maior referência em nível nacional dessa aproximação é o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), que congrega algumas das principais referências do pensamento e da ação sobre segurança pública no Brasil, os quais semearam as principais mudanças na área, e que começam hoje a mostrar seus resultados.

Na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, essa união possibilitou a constituição do Observatório Municipal de Segurança Pública, em parceria com o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, o Pronasci (do Ministério da Justiça), o FBSP e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por meio do Grupo de Pesquisa Violência e Cidadania.

Essa semana o Observatório divulgou o primeiro estudo sobre o Plantão Integrado do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), analisando o perfil de sua atuação. Ferramentas como essa dão mais transparência para a atuação das forças de segurança, bem como, permitem um cruzamento efetivo com os indicadores de criminalidade para que a ação seja cada vez mais efetiva.

Somente através dessa aproximação, tornando a ação cada vez melhor planejada e tecnicamente embasada, e o pensamento cada vez voltado para a realidade, que poderemos compreender e transformar efetivamente o fenômeno da violência, criando as balisas culturais de uma sociedade fraterna e de paz para todo(a)s.

Plantão Integrado Relatório

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s