Governo criará novo sistema para reunir informações sobre segurança

Governo criará novo sistema para reunir informações sobre segurança

Brasília, 24/02/2011 (MJ) – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou nesta quinta-feira (24) que o governo criará um novo sistema de informações sobre segurança pública, que vai reunir em tempo real dados de todos os estados sobre a violência. O anúncio foi feito durante o lançamento do Mapa da Violência 2011, estudo feito pelo Instituto Sangari em parceria com o Ministério da Justiça.

“É impossível ter uma ação de segurança pública sem informação. Precisamos de um sistema que nos dê um diagnóstico em tempo real, e nos permita estabelecer metas e focos de atuação”, disse o ministro. A forma de compilação e análise dos dados será definida conjuntamente com estados e municípios. As informações armazenadas no sistema serão levadas em conta pelo governo federal na hora de definir os repasses de recursos para os estados.

O estudo divulgado hoje, feito a partir de dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde, apontou que cidades do interior possuem hoje os maiores índices de violência do país. De acordo com o Mapa da Violência 2011, Itupiranga (PA) é o município mais violento do Brasil, com uma taxa de 160,6 homicídios por 100 mil habitantes. Em seguida, aparecem Simões Filho (BA) com 152,6 mortes, Campina Grande do Sul com 125,5, Marabá (PA) com 125 e Pilar (AL) com 110,6 (a taxa refere-se sempre ao número de mortes para cada 100 mil habitantes). 
 
O Mapa também mostrou que nos últimos 30 anos houve um aumento nas taxas de homicídios entre a população jovem. Entre 1980 e 2008, a taxa de homicídios de jovens no país passou de 30 mortes para cada 100 mil pessoas para 52,9. Enquanto isso, a taxa de homicídios entre a população que está fora desta faixa etária apresentou uma leve queda, passando de 21,2 para 20,5 para cada 100 mil pessoas. A íntegra do Mapa da Violência 2011 pode ser acessada no endereço http://www.sangari.com/mapadaviolencia/ .

 
Desarmamento
 
O ministro também anunciou que o governo retomará em breve a campanha do desarmamento. “Há um excesso de armas nas ruas. Quando a política (do desarmamento) foi feita de forma firme, os índices (de homicídios) caíram”, lembrou. José Eduardo Cardozo citou ainda o desenvolvimento de ações para a diminuição de mortes no trânsito – outra causa preocupante de mortes, principalmente entre os jovens. 
 
Segundo o ministro, o combate ao crime organizado – principalmente nas áreas de fronteira – e ao tráfico de drogas será uma das principais estratégias adotadas pelo governo federal no combate à violência. Ele lembrou que este foi um dos compromissos assumidos prela presidenta da República, Dilma Roussef, logo após assumir o cargo. O ministro ressaltou também a necessidade de continuar investindo em ações de prevenção, que evitem a captação de jovens pelo tráfico.

Disse ainda que o combate ao crime organizado passa pelo fortalecimento das corregedorias das polícias, essenciais no combate à corrupção dentro das corporações, e citou as operações Guilhotina (RJ) e Sexto Mandamento (GO), realizadas nos últimos dias pela Polícia Federal, como exemplos de ações recentes de combate à corrupção policial.

Anúncios
Esse post foi publicado em Segurança Pública e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Governo criará novo sistema para reunir informações sobre segurança

  1. Pingback: Tweets that mention Governo criará novo sistema para reunir informações sobre segurança | Segurança e Democracia -- Topsy.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s