Banco Mundial quer combate à violência como parte de ajuda externa

Um relatório do Banco Mundial sugere uma mudança radical na concessão de ajuda a países em conflito.

Segundo o estudo “Relatório sobre o Desenvolvimento Mundial de 2011″, divulgado nesta segunda-feira, em Washington, cerca de 1,5 bilhão de pessoas vivem em constante violência política e criminosa.

Criação de Empregos

Para o órgão, a ajuda externa deve focar no fortalecimento de políticas públicas e da justiça, no combate à violência e criação de empregos, mais ainda que em educação e saúde.

O relatório cita o papel da comunidade internacional na resolução de conflitos passados como o de Moçambique, do Timor-Leste e da Irlanda do Norte.

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, disse que para “quebrar o ciclo de violência e suas consequências, os países precisam criar instituições mais legítimas para gerar segurança aos cidadãos, justiça e empregos.”

Fora da Escola

Zoellick lembrou ainda que crianças que vivem em países frágeis têm o dobro de chance de serem subnutridas e o triplo de propensão a estarem fora da escola.

De acordo com os autores do estudo, um dos maiores problemas vistos em várias partes do mundo é o retorno aos conflitos. Cerca de 90% das guerras civis recentes ocorrem em países que passaram por uma guerra civil há 30 anos.

Os índices de pobreza são cerca de 20% mais altos em países atingidos por conflitos.

Desemprego

As consequências para gerações inteiras que crescem em meio à violência são citadas na pesquisa, que aborda também a violência urbana e de gangues. Como exemplo, o Banco Mundial menciona o caso da Guatemala, na América Central, onde o crime organizado está matando em média mais pessoas que a guerra civil da década de 80.

O relatório do Banco Mundial afirma que numa pesquisa com cidadãos dos países em conflito, o desemprego era o fator mais importante para que os jovens fossem recrutados por movimento rebeldes e por gangues criminosas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s