Canoas teve redução de 32,5% no número de homicídios neste ano

Fonte: Diário de Canoas

Nos seis primeiros meses deste ano, Canoas obteve uma redução de 32,5% no número de homicídios, em relação ao mesmo período do ano anterior – passando de 77 para 52 mortes violentas. Os dados, divulgados pelo Observatório de Segurança do município, também revelam um decréscimo ainda maior especificamente no bairro Guajuviras (-54,5%). De acordo com a Prefeitura, o acumulado de assassinatos na área do Território de Paz, do Programa Nacional de Segurança Pública (Pronasci), entre janeiro e junho, caiu de 11 para cinco casos. Na contramão das estatísticas, Nova Santa Rita fecha o primeiro semestre com quatro vítimas, índice superior aos 12 meses de 2010, quando foram registrados três casos.

Na avaliação do professor de Sociologia da Violência Alceu Escobar, da Ulbra, os dados comprovam a eficiência de políticas de integração entre diferentes áreas de atuação do Estado. “O crime é característico do jovem, que precisa ter uma ocupação através de esporte, cultura e educação”, explica o especialista, informando que ao lado da urbanização deve vir o aparelhamento social. “Deve-se atacar o problema de frente com a área de segurança presente, dando visibilidade às polícias. E com a certeza de que não haverá impunidade.”

Integração e projetos sociais

Para o comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Mário Ikeda, os crimes em Canoas estão diminuindo como um todo. “Principalmente no Guajuviras, porque lá há todo um trabalho de integração, com projetos sociais”, ressalta. Com relação aos homicídios, segundo ele, a cidade concentra casos de execução resultante de brigas entre quadrilhas. “Os casos passionais são em menor número, ficando dentro da normalidade.”

Tráfico relacionado a crimes

O titular da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, Edilson Paim, diz que a queda nos índices é resultado de um trabalho conjunto do Gabinete de Gestão Integrada Municipal. “As delegacias têm feito um trabalho concentrado, onde o tráfico é a mola propulsora para a maioria dos assassinatos”, avalia ele, informando que as câmeras e o ShotSpotter (sistema de detecção de tiros) têm auxiliado nas investigações, como prova.

Consolidação das políticas

Na avaliação do secretário municipal de Segurança Pública e Cidadania, Eduardo Pazinato, os dados demonstram que há uma tendência pelo segundo ano consecutivo de redução de homicídios na cidade. “Há uma consolidação das políticas de segurança não somente no Território de Paz (Guajuviras), mas que traz reflexo para os índices de toda a cidade”, afirma o gestor, apontando investimentos em três eixos: integração de forças de segurança, tecnologia e projetos sociais.

Resultados – Eduardo Pazinato diz que os estudos do Observatório de Segurança reúnem os dados levantados pelas polícias e área da saúde. “Os resultados mostram a solidez das políticas nacionais de segurança no Guajuviras, que se refletem na cidade”, afirma ele, ressaltando que não houve migração de criminosos para outros bairros.

Anúncios
Esse post foi publicado em Segurança Pública e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s