Por um Brasil com menos violência

Gostaria de parabenizar e elogiar esta iniciativa ‘Religiões Unidas pelo Desarmamento’ do estado de São Paulo.

As religiões e credos têm o poder de sensibilizar e atingir diversas pessoas, de todas as idades e classes sociais no país, justamente por causa da sua imensa diversidade.
Mas se tratando em redução da violência, todas se unem em uma só voz, tornando este movimento de extrema importância no âmbito social e cultural do Brasil.

As tradições religiosas católica, evangélica, budista, judaica, candomblé e hare krishna estão atuando para sensibilizar a população paulistana sobre os perigos das armas de fogo, e mobilizá-la para a entrega voluntária de armas e munições.

Entre os dias 22 e 30 de outubro de 2011, em comemoração à Semana Mundial do Desarmamento, haverá mais de 15 postos provisórios em São Paulo para a entrega voluntária de armas e munições, localizados em Igrejas Católicas de todas as regiões da cidade – além dos 137 postos fixos sediados pela Guarda Civil Metropolitana, Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Federal.

Já aqui no Rio Grande do Sul, lançamos a campanha do Desarmamento, com a presença do Governador Tarso Genro e do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no dia 20 de Maio na própria capital, no Palácio Piratini.

O objetivo da campanha do Desarmamento é sensibilizar a população e recolher o maior número possível de armas de fogo.

Estudos como o Mapa da Violência, divulgado em fevereiro deste ano pelo Ministério da Justiça, apontam diminuição da violência e queda nos índices de homicídio no período das campanhas anteriores. Portanto, a medida se mostra eficaz e cumpre determinação do Estatuto do Desarmamento.

Para facilitar o recolhimento, a campanha atual apresenta quatro novidades: O anonimato para quem entregar a arma; a inutilização do material no ato da entrega; a agilidade no pagamento da indenização (que pode ser sacada após 24 horas e em até 30 dias); e a ampliação da rede de recolhimento de armas.

Além da Campanha Nacional do Desarmamento no Rio Grande do Sul, o Ministério da Justiça entregará 210 armas não letais (taser) à Brigada Militar e à Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) do estado. Deste total, 190 serão encaminhadas para a Brigada.
As outras 20 serão utilizadas pelos agentes penitenciários nos presídios gaúchos.

Para mais informações acesse: http://www.entreguesuaarma.gov.br

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s