Cidades economizam 30%


As 11 cidades que integram a Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) conseguiram economizar R$ 14 milhões com a compra compartilhada de medicamentos. Os gastos passaram de R$ 44 milhões para R$ 30 milhões graças à mudança no processo de aquisição. A diferença representa 30% de redução. Os números foram divulgados ontem, na sede da Granpal, em Porto Alegre.

Por meio do Consórcio Metropolitano firmado pela Granpal, foi feito um pregão eletrônico para comprar os remédios. Ao todo, 39 empresas participaram, sendo que 30 venceram a licitação. A seleção ocorreu de 28 de fevereiro a 5 de março. Foram adquiridas 210 milhões de unidades, de 141 tipos de medicamentos.

O desconto variou entre os municípios participantes. Porém, segundo o coordenador executivo do Consórcio, Alberto Kopittke, ao contrário do que era esperado, mesmo cidades grandes se beneficiaram do procedimento. Por exemplo, Porto Alegre obteve redução de 25%, Canoas, 26%. As cidades que conseguiram maior diminuição foram Gravataí, com quase 35%, e Alvorada e Sapucaia, ambas com 30%.

Conforme o presidente da Granpal e prefeito de Canoas, Jairo Jorge, a redução abre espaço para que o mesmo processo venha a ser aplicado na compra de outros materiais. Ele antecipou que o pregão deverá ser usado para a aquisição de equipamentos e materiais de uso contínuo na área da saúde.

Com a finalização dos tramites burocráticos, os medicamentos poderão ser adquiridos no prazo de 40 dias. O prefeito acredita que o processo reduzirá os possíveis problemas com a entrega. Para ele, a redução no preço deve-se ao fato de que não há distribuidor, já que o pedido é feito diretamente com a empresa. “Os recursos para a saúde já são escassos, obter essa economia é muito vantajoso”, avaliou Jorge.

Além disso, com a compra conjunta, o grande volume de materiais permite redução no preço. O prefeito ressaltou que o modelo teve como base a experiência de êxito aplicada no Vale do Caí. “Só a Granpal reúne um terço do Produto Interno Bruto do Estado”, afirmou. Além da Capital, a Granpal é formada por Alvorada, Cachoeirinha, Canoas, Esteio, Glorinha, Gravataí, Nova Santa Rita, Santo Antônio da Patrulha, Sapucaia do Sul e Viamão.

** Matéria retirada originalmente do Jornal do Correio do Povo de 10 de Março de 2012

Anúncios
Esse post foi publicado em Segurança Pública. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s