Comandante da primeira UPP carioca visita Guajuviras

Cristina Rodrigues

Duas das mais bem sucedidas experiências na área da segurança pública no Brasil se encontraram na tarde desta quarta-feira (28). A major Pricilla Azevedo, primeira comandante de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), no morro Santa Marta, no Rio de Janeiro, conheceu o Território da Paz de Guajuviras, em Canoas, a convite de Alberto Kopittke, que era secretário de Segurança Pública e Cidadania na época em que a política foi implementada, no governo do prefeito Jairo Jorge. Hoje Pricilla coordena todas as UPPs no Rio de Janeiro.

Mesmo depois de ter transformado uma das maiores favelas cariocas, a major Pricilla ficou impressionada com o que viu em Guajuviras. Ela visitou o Protejo, casa que oferece alternativas aos jovens da comunidade. “Eu vou querer imitar isso aqui lá”, disse, depois de conhecer a sala de computadores, o estúdio de áudio e a sala de música. “A ideia nasceu de uma casa que eu visitei na Cidade de Deus, que era a sede da Central Única de Favelas (Cufa), e agora vocês podem levar de novo para o Rio”, disse Kopittke. A urbanização, a sede das Mulheres da Paz e a casa de mediação de conflitos também chamaram a atenção da major.

Apesar de registrarem diferenças, as duas experiências são baseadas na mesma visão política e nasceram do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), criado pelo então ministro da Justiça, Tarso Genro, no governo Lula.

A responsabilidade de comandar a primeira unidade do programa que hoje adquire repercussão internacional chegou à então capitão Pricilla em 2008, quando ela tinha 30 anos. E justamente em uma favela conhecida pelos altos índices de criminalidade: “o Santa Marta era considerado o paiol do Comando Vermelho”. A operação foi dificultada pelas condições geográficas, já que o morro só tem um acesso com carro por trás, mas o território foi tomado. “Aí entrou saúde, educação, habitação, e outras comunidades começaram a pedir também”, contou.

Major é reconhecida nos Estados Unidos

A integração com os moradores, base da política das UPPs, foi um desafio para Pricilla, que, um ano antes, tinha sido sequestrada por uma quadrilha da região, sem que soubessem que se tratava de uma policial. Ela sofreu tortura e espancamento e, ao tentar fugir e pedir ajuda a moradores, foi agredida também por eles. “Por isso eu não queria atuar junto com os moradores. Não foi fácil, tive que ser profissional. Comecei a me interessar por tudo que acontecia na comunidade, ia a festas, qualquer evento, pra saber se tinha autorização, quem tinha organizado”, disse. Ela fazia valer na favela as mesmas leis que regem a sociedade.  “Estive no Santa Marta na última semana de Pricilla no comando da UPP, e a relação que a comunidade tinha com ela era incrível. Ela virou um símbolo”, acrescentou Kopittke.

Além da atuação no comando da UPP, foi o sequestro que chamou a atenção do governo americano para Pricilla. No mês passado, ela ganhou o prêmio “Mulheres de Coragem” das mãos da primeira dama, Michele Obama, e da secretária de Estado, Hillary Clinton, ao lado de outras nove mulheres do mundo todo.

A major está no Rio Grande do Sul para participar do seminário Construindo Territórios da Paz, que acontece nesta quinta-feira (29), no hotel Plaza São Rafael. O evento está sendo promovido pelo Consórcio Metropolitano da Associação dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal), do qual Kopittke é diretor executivo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Segurança Pública e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Comandante da primeira UPP carioca visita Guajuviras

  1. miguel angelo rangel fontoura disse:

    Tenho somente que agradecer a colaboração destes dois mitos na área de segurança, pela dedicação, garra, força de vontade e resultados alcançados e colocados em prática, que trazem um alento para nós cidadãos, no que se refere a segurança, em um momento tão dificil deste tema, pois estes dois realmente fazem milagres se comparados aos investimento que temos dos governantes nesta área.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s